Dicas, Habilidades & Recursos Negócios

Tudo Começa com um Sonho: A Importância de ter uma Visão e uma Missão

rsz_1shutterstock_154588883-810x540

Escrito por Manuel Ramos Topham

“Eu tenho um sonho”, por Martin Luther King

“Eu tenho um sonho de que um dia, nos montes vermelhos da Geórgia, os filhos dos antigos escravos e os filhos dos antigos proprietários de escravos conseguirão se sentar juntos na mesa da fraternidade. Eu tenho um sonho de que… ”. Com este discurso, um dos mais profundos e elaborados da história, Martin Luther King eletrizou o mundo 50 anos atrás. Hoje, seu sonho ainda está se realizando, mas agora vivemos em uma sociedade muito mais tolerante sob o aspecto racial.

No entanto, a pergunta de um milhão de dólares é: quais são os sonhos que os negócios têm? Eles deveriam tê-los, e por quê?

Sim, os homens de negócio sonham e compartilham o seu sonho na “visão”. O sonho ou, o que é também conhecido pelo nome de “processo de visualização” – o qual inclui ainda as definições de missão e valores – é o ponto de partida para o processo de planejamento. Não há negócio, ou plano, ou nada, se a “visão” não foi claramente definida – quer dizer, “o sonho”.

Definição de “visão”

O que queremos alcançar como uma organização? Quais desafios os negócios deverão enfrentar com a mudança? Que importância isso terá para os outros? Isso fará a organização ser mais competitiva? Essas são apenas algumas perguntas que devem ser respondidas se uma empresa quiser uma definição clara de sua visão.

O sonho de uma empresa, ou a sua visão, alinhada à organização facilita o processo de planejamento. Ele age como um estimulante, empurrando a organização para a direção correta e o ajuda a formar uma ótima meta de longo prazo, a qual pode ser compartilhada por todos.

Nos anos 1980, Steve Jobs teve uma visão, “…colocar um computador [Apple] em cada mesa”. Seu sonho hoje virou uma realidade, especialmente quando consideramos que um iPad ou mesmo um smartphone têm o mesmo poder, se não maior, que um computador.

A visão da rede hoteleira Hilton, por exemplo, é “encher a Terra com a luz e o calor da hospitalidade”, e a do Walmart, “tornar-se o líder mundial do varejo”.

Para verificar o que é uma “boa visão”, faça a si mesmo as seguintes perguntas: qual é o futuro que você deseja? Qual é a sua motivação? É clara e concisa? E, finalmente, traz melhoras? Se a resposta é sim, será mais fácil conseguir apoio para sua organização e assegurar que o seu trabalho está de acordo com a sua meta.

Definição de “missão”

Assim como a sua visão se relaciona com o que você vislumbra no futuro, como o seu sonho, a missão se relaciona com o que você faz e define a razão para o seu negócio. Tente fazer a si mesmo perguntas como, por exemplo, o que é que nós fazemos? Para quem nós fazemos o que fazemos? Quais necessidades tentamos satisfazer? O que nossos clientes valorizam? E, acima de tudo, em que nós nos diferenciamos dos demais?

Isto é muito importante, porque embora muitos negócios possam fazer as mesmas coisas ou oferecer os mesmos produtos, você precisa diferenciar a sua organização das demais, e com um viés positivo. Caso contrário, o produto que você oferece vai parecer só mais uma mercadoria comum. Mais tarde no processo de planejamento, esta diferenciação será essencial na definição de estratégias para construir vantagens comparativas bem-sucedidas sobre os competidores.

A missão do Walmart é “ajudar as pessoas a economizar, para que possam viver uma vida melhor”. Isso diz muito sobre o que uma empresa faz e como se diferencia das demais. O Walmart adotou esta estratégia e se tornou um líder do varejo, possibilitando que vendam os seus produtos com os preços mais baixos do mercado. Tudo isso foi feito por meio da economia de escala, da distribuição técnica e eficiente, da integração tecnológica com os parceiros, do gerenciamento eficaz da pesquisa com o cliente, como dados demográficos e culturais etc. Todo esse sucesso é proveniente, além do trabalho duro, da expressão simples de sua missão, “ajudar as pessoas a economizar, para que possam viver uma vida melhor”.

A frase que define a missão da rede  Hilton é “ser a principal companhia de hotelaria do mundo, a opção preferida de hóspedes, equipe de funcionários e proprietários”. Esta frase menciona o que faz essa companhia? Se a resposta é positiva, então estamos vendo um ótimo exemplo de expressão da missão, que contribuirá para manter o foco da organização no que ela precisa realizar.

Os valores, o modo no qual nós nos expressamos

Os valores precisam dizer “como” você agirá para atingir o objetivo. Eles expressam o modo com o qual cada funcionário precisaria trabalhar para a organização, como por exemplo em relação às conformidades e às expectativas. Estabelecem os limites pelos quais a organização possibilita realizar o seu sonho. Respeito, trabalho em equipe, excelência operacional, inovação e integridade são alguns exemplos de valores.

No caso da rede Hilton, os seus valores são baseados na hospitalidade, integridade, liderança, trabalho em equipe, pertencimento e pontualidade. “Pontualidade”, assim como o modo de trabalhar, por exemplo, tem a ver com sentir um senso de urgência e disciplina. “Pertencimento” está ligado à responsabilidade que cada funcionário deve ter sobre as suas decisões. Cada valor marca um exemplo sobre como uma companhia trabalha.

Conclusão

A visão se relaciona com o sonho; a missão, com o que a companhia faz; e os valores, a como ela faz isso.

Qual é o sonho da sua empresa? Se ela tem um sonho, você conhece a empresa por completo? Está claro o que ela faz? Qual é o seu público-alvo? Como sua empresa se diferencia das concorrentes? Você sabe o que esperar do trabalho de todos os funcionários?

Eu o convido a sonhar!

O dr. Manuel Ramos Topham é o diretor-geral e professor do StraTgia, programa de pós-graduação da UPC (Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas). Saiba mais sobre os programas de pós-graduação da UPC visitando o seu site. Este artigo foi originalmente publicado no seu blog.

Sobre o autor

Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas

A Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas é uma instituição educacional de caráter privado e independente. Foi criada pela Lei 26.276, de 5 de janeiro de 1994. Está ligada a um grupo de profissionais e empreendedores com extensa experiência no campo da educação, que atraiu muitas outras personalidades do ambiente acadêmico e cultural do país, para trabalhar diretamente com esta proposta educacional.

Deixe um Comentário